Lendas e tradições

• LENDA DAS SETE IRMÃS DESENCANTADAS
se refere ao património cultural, para além das festas e romarias, merece menção a persistência no tempo da lenda das "Sete Irmãs Desencantadas", uma alusão aos tempos do famoso Abade João. 
 
• DANÇAS E CANTARES
Fazem parte da memória dos mais velhos, os serões bem passados com Modas do Baixo Mondego, entre outros cantares regionais mais antigos e de outras regiões.
 
• TRAJES CARACTERÍSTICOS
De acordo com documentos antigos desta região, recuperaram-se os trajes de campo, de tricana, domingar, de noivos, entre tantas outras funções. Ao longo do tempo, os trajes foram-se alterando. Durante a primeira década do século XX, a rapariga trajava saia preta com facha aveludada, blusa branca com o punho folhado, avental cor-de-rosa, lenço traçado, meias brancas e chinelas. Os homens, por outro lado, usavam calça branca com umas riscas pretas ao alto, cinto preto, camisa branca e com um laço (feito na altura da exibição). Mais tarde, na década de quarenta, a mulher acrescentou ao seu traje, um chapeuzinho de aba larga, enquanto que o homem passou a vestir camisa branca, calça preta com uma cinta preta e um laço. 
 
• JOGOS E BRINQUEDOS TRADICIONAIS
De acordo com as memórias dos mais velhos, recuperaram-se os jogos da malha, corrida de sacos, do burro (caixa em madeira com quatro pernas e tabuleiro com seis buracos com pontuações) e das cavalhadas (corrida de burros).